quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

Duas Canções com melodia desconhecida

NOITE DE MAIO

Música: Alice de Almeida
Letra: E. Miranda
Incipit: Do alto céu o luar
Origem: Coimbra
Data: 1922?

Do alto céu o luar
Mandou para a terra um beijo
Andam risadas no ar
Amor... um sonho... um desejo...

Treme a folhagem... as rosas
Ouvem segredos sem q’rer...
Tantas coisas mist’riosas
Que nem as sabem dizer...

CORO

Soluça a água nas fontes,

Murmura o rio baixinho
Das altas serras, dos montes,
Desce o luar de mansinho.

Informação complementar:


Serenata impressa no folheto Canções do Rancho Infantil da Rainha Santa Izabel, Coimbra, 1932. Não foi possível resgatar a melodia.

Recolha e texto: José Anjos de Carvalho e António M. Nunes


MONDEGO ENAMORADO

Música: Miguel Guenaga
Letra: Joaquim de Almeida
Incipit: Mondego p’ra onde vais
Origem: Coimbra
Data: 1922

Mondego p’ra onde vais
No teu lento caminhar?
Venho de longe, da Serra,
E vou seguindo p’ró Mar.

Ó meu pobre caminheiro,
Porque vais tu a chorar?
É p’las saudades que sinto
Dum amor que vou deixar
.

CORO

Vinha comigo a Alegria,
Aqui a deixo ficar,
Tristemente vou seguindo,
Pois não torno a voltar...

Mas aos salgueiros eu peço
Que te fiquem a guardar...
Coimbra quem pode ver-te
Sem por ti se apaixonar!

Informação complementar:

Balada estreada pelo Rancho Infantil da Praça Velha nos festejos da Rainha Santa Isabel, em Julho de 1922.
Letra impressa no folheto Canções do Rancho Infantil da Rainha Santa Izabel, Coimbra, 1932, pág. 3. Não foi possível aceder/recuperar à respectiva melodia.

Pesquisa e texto: José Anjos de Carvalho e António M. Nunes

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial