sábado, 27 de fevereiro de 2010

Joel Canhão

Poema que Eduardo Aroso dedicou a Joel Canhão aquando da Homenagem e que saiu depois na Revista Mensageiro, publicação para a qual o grande músico conimbricense também chegou a escrever alguns artigos.
O funeral realiza-se amanhã, domingo, pelas 10 horas, com Missa na Capela da Universidade, partindo depois para Leiria.
Informação de Eduardo Aroso.
.
Pode ler a biografia de Joel Canhão em:

http://guitarradecoimbra.blogspot.com/2005/06/biografia-de-joel-canho-inserta-na.html

5 Comentários:

Anonymous Anónimo disse...

Que balanço é que os actuais maestros de Coros universitários fazem deste seu ilustre antecessor ? Caro Octávio, tenho ideia de que há 3 ou 4 anos saiu aqui no blog uma parte da tese de mestrado de Virgílio Caseiro, versando justamente os regentes artísticos do OAC. Seria possível recolocar agora a secção referente ao saudoso extinto ?

Um grande abraço,

Armando Luís de Carvalho Homem.

27 de fevereiro de 2010 às 17:51  
Anonymous Anónimo disse...

Mt.º Obrigado pelo link, Octávio. Um abraço,

Armando Luís de Carvalho Homem.

28 de fevereiro de 2010 às 11:35  
Anonymous Anónimo disse...

Caro Octávio,

Dos dados biográficos sobre o Joel Canhão faltam os elementos referentes à sua participação no Circulo Cultural Escalabitano onde regeu o Orfeon e desenvolveu uma intensa actividade musical . Talvez para a próxima semana possa fornecer fotos que o testemunham. É que o meu pai, Carlos Roque de Oliveira e Sousa, foi dirigente do Círculo , e editor da revista Vida Músical,seu orgão oficial. Em Coimbra mantivemos a forte amizade.

Recordo com muita saudade alguns serões passados em minha casa, na rua de Montarroio, com o Joel Canhão, sua mulher e os filhos,a Madalena e Telmo,salvo erro. Para fixar nomes eu sou uma desgraça...

O forte abraço do Carranca

28 de fevereiro de 2010 às 14:56  
Anonymous Anónimo disse...

DO TUDO O QUE SE DIZ, MUITO FICA POR DIZER. NÃO É SÓ A OBRA
MUSICAL DELE, CONHECIDA E RECONHECIDA POR ENTENDIDOS NA MATÉRIA, A QUE MUITOS JÁ FIZERAM JUZ. É TAMBÉM A POESIA E A PROSA. A ARTE E O SABER DE REGER ALÉM DO INTERESSE POR TUDO QUANTO A ELA (MÚSICA) ESTAVA LIGADO. DESDE OS CARRILHÕES À EXECUÇÃO E ESTUDO DOS ÓRGÃOS DO PAÍS (ERA O ORGANISTA OFICIAL DA UNIVERSIDADE DE COIMBRA) HÁ QUE JUNTAR A SUA SABEDORIA A DE PEDAGOGO.NÃO É A MIM
QUE COMPETEM OS ELOGIOS DESTA NATUREZA.

DE ELOGIOS SÓ OS ENTENDO COMO HOMEM QUE FOI E MEU CUNHADO TAMBÉM.
CARA DE PAU, CORAÇÃO DE POMBA E AMIGO DO SEU AMIGO. ACOMPANHEI-O, PASSO A PASSO,COM A DEMAIS FAMÍLIA, AS ÚLTIMAS SEMANAS DA SUA AGONIA NOS H.U.C.. NEM SABIAMOS SE SOFRIA OU NÃO. SEMPRE SERENO. SEM OUVIR, MEXER OU FALAR. APENAS O OLHAR NOS SEGUIA PARA, DE SEGUIDA, FECHAR OS OLHOS, MOMENTOS QUE, NO INTIMO, SÓ NÓS COMPREENDIAMOS.

AGORA É A RECORDAÇÃO DE QUEM VIVEU 82 ANOS E, COMO DESEJAVA, FICOU NA MESMA CAMPA ONDE JÁ JAZIAM AS OSSADAS DA MADALENA, SUA MULHER, EM BAROSA/LEIRIA, SUA TERRA NATAL E ONDE SUA MÃE FORA PROFESSORA.

PEÇO LICENÇA PARA CORRIGIR O NOME DO FILHO. NÃO É TELMO MAS SIM TELO. E ALÉM DESTE AINDA FICARAN ORFÃS A ANA MADALENA E A MARIA MARGARIDA (GUIDA).
A PROPÓSITO DUM COMENTÁRIO, EM OUTRO BLOG, ESCRITO POR JUVENAL BRITES, SE QUISER CONTACTAR O SEU EX-COLEGA DE TURMA E MEU SOBRINHO TELO AQUI LHE DEIXO O NºDO TELEMÓVEL: 919 704 380.
fEZ A CARREIRA DE PROFESSOR LICENCIADO E MESMTRADO DEDICANDO-SE
A ARQUEOLOGIA, NA ESPECIALIDADE DE EGIPTILOGIA, EM QUE SE DOUTOROU. VIVE EM SACAVEM.


brancoferreira192@gmail.com

18 de abril de 2010 às 03:17  
Anonymous António Simões disse...

Gostava de ter participado nesta homenagem final a um Homem de quem fui grande amigo. Foi meu professor no Conservatório, e com ele participei no coro dirigido pelo também meu professor Mário Sousa Santos, e do qual faziam parte outros grandes nomes da música Coimbrã. Em 1991 fundei com ele a APAO, Associação Portuguesa dos Amigos do Órgão. Em 1993 editei um dos seus livros de Formação Musical: Leitura Modal e Cigana.
Infelizmente não pude estar nos momentos da despedida.Até sempre, prof. Joel!

15 de setembro de 2010 às 15:11  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial