domingo, 28 de fevereiro de 2010






'



'



'



'

Rui Pato interpreta, em viola dedilhada, quatro canções de José Afonso. Estamos no começo da década de sessenta. Ouviam-se, então, nos jardins da Associação Académica, na amplificação sonora lá instalada. Eram momentos de grande elevação, ouvir estas melodias interpretadas com grande mestria, coisa que para a época era quase impensável, pois a viola era, até aí, um instrumento totalmente subjugado à guitarra ou ao canto. Foi, pois, uma grande novidade o surgimento deste disco. Nunca me cansei de as ouvir enquanto passeava ou estudava nos jardins da AAC.

Etiquetas:

3 Comentários:

Blogger Marinela St. Aubyn disse...

Que lindas estas peças. Que bem interpretadas!
Estes solos de guitarra clássica mostram bem as valências deste instrumento quando dedilhado por alguém com talento.
E nesse tempo não havia truques. As gravações não se faziam com colagens de bocadinhos. Era preciso ter unhas...
Parabéns!

1 de março de 2010 às 12:15  
Blogger Eduardo F. disse...

Que beleza!
Que dádiva, amigo Octávio.

Muito obrigado.

4 de março de 2010 às 02:25  
Blogger Alvaro disse...

São de facto verdadeiras jóias.
Só é pena que não haja quem lhes reencontre valor comercial para as remasterizar e as reeditar em formatos mais actuais.
Alias como muita da bela e genuína música de Coimbra que se encontra perdida por velhas e empoeiradas prateleiras particulares.
Bem haja Octávio Sérgio pelo extraordinário trabalho que tem vindo a desenvolver em prol da imortalização da música de Coimbra.
As gerações futuras agradecem!

5 de março de 2010 às 17:11  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial