terça-feira, 6 de abril de 2010

Estética e Estilo na Canção de Coimbra

Escola da Guitarra, da viola e do Fado de Coimbra
Rua Bernardim Ribeiro, 36
3000 - 069 Coimbra
T: 239 721 996 / 962 205 564
.
Ciclo de Tertúlias /Debates:

Contributos para a interpretação no Fado de Coimbra - 2ª parte: os Anos 60

Moderador:

Tiago Henriques da Cunha

Quinta-feira, 8 de Abril de 2010

21.30 Horas (NOVO HORÁRIO!)

Entrada Livre
Esta é mais uma sessão de reflexão e debate sobre a problemática da música de temática coimbrã, desta vez dedicada à análise dos aspectos inerentes à interpretação no fado de Coimbra. Pretende-se desta forma promover a reflexão e discussão sobre os diferentes eixos de conhecimento e estudo da música de Coimbra, contribuindo assim para a sua efectiva divulgação e conhecimento. Através de uma exposição ilustrada por exemplos representativos, convidam-se os participantes a descobrir traços e eixos interpretativos, fundamentais para a descodificação e fruição do Fado de Coimbra.

Coimbra, 5 de Abril de 2010

O Director da Escola

Rui Paulo Simões

2 Comentários:

Anonymous Anónimo disse...

Boa noite.
Peço desculpa pela ignorância, mas podem pf dizer onde/local destas conferencias.
Obrigado.

1 ab.
FP

6 de abril de 2010 às 23:00  
Blogger Rui Paulo Simões disse...

Caro FP

Agradeço-lhe a questão (na eventualidade de esclarecer mais algum interessado).
O local desta tertúlia/debate é:

Escola da Guitarra, da Viola e do Fado de Coimbra
Rua Bernardim Ribeiro, 36
(junto à GNR, na Avenida Dias da Silva)
3000 - 069 Coimbra
T: 239 721 996 / 962 205 564
egvfcoimbra@gmail.com

Deverá percorrer a fachada do quartel da GNR ao longo da Avenida Dias da Silva no sentido descendente (com o quartel ao seu lado esquerdo), contornando o respectivo muro e virando à esquerda (entra assim na Rua Bernardim Ribeiro, a qual vai descer). Percorrendo cerca de 30 m, passa (sem virar à direita) pela Rua Padre Américo. Continua, percorrendo muma longa curva à direita, após a qual avistará dois portões do seu lado direito: o primeiro, em grade, fechado. O segundo aberto e de acesso em rampa (a descer) para sede do Coro dos Antigos Orfeonistas, a qual está sinalizada e iluminada.

Cá o esperamos.

Cumprimentos

Rui Simões

7 de abril de 2010 às 14:40  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial